[18+] O Controverso empoderamento sexual do MC Queer

Estava lendo algumas postagens em um grupo no facebook quando me deparei com um link para um clipe musical. O nome do artista era MC Queer e o nome da música era “Fiscal”. Tenho que confessar que o que me fez clicar naquele link foi o nome do artista, que me remetia à aclamada série televisiva Queer as Folk. Assumi o risco. Cliquei no link. Em questões de minutos MC Queer já fazia parte do meu consciente, ainda que de forma controversa.

album-MC-Queer-990x990

MC Queer canta funk, mas não é só isso. Como o próprio nome pode nos dizer, o cantor usa a música para fazer um disco super temático. E, talvez é aqui que há controversas. Um disco super temático pode ser difícil de ser sucedido. Soma-se a esse fato outro também muito importante. É que o empoderamento sexual proposto pelo artista poderia soar melhor em 2010. Confesso que MC Queer trabalha em um discurso válido, embora não revolucionário. O EP de estréia dele conta com sete faixas e trata de assuntos de empoderamento sexual, sobretudo com relação aos gays, de uma forma ampla.
O disco nos chega sem grande alarde, mas é digno de nossa atenção. Talvez após um concerto ao vivo eu poderia dizer de forma mais enfática sobre a proposta do cantor. A única certeza que fica, pelo menos neste post, é que iremos acompanhar os próprios passos do cantor, que inclusive não tem muito material na internet, a não ser o próprio videoclipe de Fiscal.

Avaliação cappuccino: Nota: 8,7.

Veja abaixo o clipe de Fiscal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s